O grito

Eu entendo pouco de artes plásticas. Sou apenas um observador “sensitivo” de pinturas, esculturas, instalações e afins. Tenho poucas certezas a respeito. Por exemplo: quem me conhece sabe do meu desprezo por arte contemporânea. Nesse posicionamento, além de não entender de técnica, tb não entendia o furor que algumas obras provocavam nas pessoas. Via especialistas tecerem elogios a determinado quadro e não conseguia enxergar aquilo tudo.

Pois é. “O grito” sempre me agradava nas revistas. Nunca vi ao vivo, ainda bem que existem outros além do roubado. Mas aquelas reproduções sem textura já me impressionavam. Uma visita ao Museu de Arte Moderna de Nova York, em setembro de 1997, mudou a minha relação com as artes plásticas. Passeando pelas salas, de repente fiquei estupefato. Três quadros me arrebataram. Sombrios, melancólicos, angustiantes. O baque foi tão grande que me sentei em um banco em frente, prostrado. Boquiaberto não é força de expressão. Não dá para explicar meu sentimento. Já contei isto para algumas pessoas e não consigo traduzir. Quando consegui me levantar, depois de uns vinte minutos, fui ver quem era o autor. Edvard Munch.

O que quero dizer com esta história é que o norueguês consegue me tocar de uma forma inexplicável. Eu gosto e pronto. Provavelmente, críticos de arte, psicólogos e outros entendidos me diriam os motivos. Eu desconheço-os. Creio que o meu interesse pelas pinturas citadas é genuíno, pois eu só senti. Não fui influenciado por fatores impostos, não “entendo”. Isto funciona até em relação aos trabalhos contemporâneos. Me pego gostando de algumas coisas, o que reforça a idéia “é melhor não conhecer ou classificar”.

Se eu vir outra obra de Munch, sem saber que é dele, devo gostar. É o extrato que faço do que vivi. E pergunto se a função da arte não é esta. Será que você “precisa” gostar de algo por causa da história em torno da obra, pela técnica utilizada, pelo incenso em torno do artista? Não creio. Eu amo rock britânico. Sei que uma banda é de lá só de ouvir os acordes da canção. Não precisa ser conhecida, posso estar ouvindo pela primeira vez. E sei o motivo. É o timbre da guitarra e a construção melódica. Já vi bandas estadunidenses e até brasileiras fazerem algo parecido. Seguiam a mesma receita. “Aquele” tipo de música me envolve. Me diz muito. Como deve fazer qualquer obra artística. Tem que fazer o receptor sair do prumo. (Conheço gente que sai de si ouvindo axé. Seria arte?)

Você sabe que a Estação Pequi não costuma trazer figurinhas. Esta é a primeira vez. Acredito que vale. “Garota com três cabeças de homem” foi encontrada por acaso, debaixo do quadro “A mãe morta”, durante processo de restauração, em um museu em Bremen, na Alemanha.

Continuo não vendo nada na Mona Lisa, mesmo sob o vidro no Louvre. Mas gosto muito de van Gogh. Monet. E mais artistas que não sei os nomes e descobri que gostava muitos antes de sabê-los, só conhecendo as suas obras.



Escrito por Pequiman às 16h40
[] [envie esta mensagem]



A raiva

Você já ficou cheio de ódio? Uma sensação quase incontrolável de socar algumas pessoas? Ando com muita raiva. O que mais me irrita é estupidez. Gente que amo e não nota que é explorada, sacaneada, surrupiada. Dá vontade de abrir a cabeça com um machado e enfiar a verdade lá dentro. Não é possível que só eu enxergue. Fico doente. Sofro a mesma dor dos outros. Quer dizer, sinto mais, pq o pessoal parece não sentir. Está dormente. A natureza humana é exploratória. Saca a Grace, de Dogville? É aquilo. Nietzsche puro. Todo mundo quer usar o outro. E os mais fracos são explorados. O que me irrita é que se deixam explorar. Seria fraqueza psicológica? Mas eu tento abrir os olhos. Pode ser comodismo. Ou tentativa de aceitação. Ou farsa, pura e simples. O fato é que tem gente usando e abusando e gente sendo usada e abusada. Vejo isto aos montes. Como gosto de pouca gente, vira paisagem. Mas o que dói é ver pessoas que amo, prezo ou respeito serem vítimas, conscientes ou não. Se você for uma delas, por favor, me ouça. Ou sofra.

Escrito por Pequiman às 09h03
[] [envie esta mensagem]



[ ver mensagens anteriores ]


Meu perfil
BRASIL, Homem, de 26 a 35 anos, Portuguese, English, Sexo, Música, Futebol


Histórico
26/12/2010 a 01/01/2011
20/06/2010 a 26/06/2010
13/06/2010 a 19/06/2010
21/03/2010 a 27/03/2010
07/02/2010 a 13/02/2010
24/01/2010 a 30/01/2010
10/01/2010 a 16/01/2010
06/12/2009 a 12/12/2009
29/11/2009 a 05/12/2009
22/11/2009 a 28/11/2009
15/11/2009 a 21/11/2009
08/11/2009 a 14/11/2009
25/10/2009 a 31/10/2009
04/10/2009 a 10/10/2009
27/09/2009 a 03/10/2009
30/08/2009 a 05/09/2009
12/07/2009 a 18/07/2009
28/06/2009 a 04/07/2009
21/06/2009 a 27/06/2009
14/06/2009 a 20/06/2009
07/06/2009 a 13/06/2009
31/05/2009 a 06/06/2009
24/05/2009 a 30/05/2009
17/05/2009 a 23/05/2009
10/05/2009 a 16/05/2009
03/05/2009 a 09/05/2009
12/04/2009 a 18/04/2009
05/04/2009 a 11/04/2009
22/03/2009 a 28/03/2009
22/02/2009 a 28/02/2009
15/02/2009 a 21/02/2009
08/02/2009 a 14/02/2009
01/02/2009 a 07/02/2009
25/01/2009 a 31/01/2009
18/01/2009 a 24/01/2009
11/01/2009 a 17/01/2009
28/12/2008 a 03/01/2009
21/12/2008 a 27/12/2008
14/12/2008 a 20/12/2008
07/12/2008 a 13/12/2008
16/11/2008 a 22/11/2008
02/11/2008 a 08/11/2008
26/10/2008 a 01/11/2008
19/10/2008 a 25/10/2008
07/09/2008 a 13/09/2008
31/08/2008 a 06/09/2008
24/08/2008 a 30/08/2008
10/08/2008 a 16/08/2008
20/07/2008 a 26/07/2008
13/07/2008 a 19/07/2008
29/06/2008 a 05/07/2008
22/06/2008 a 28/06/2008
25/05/2008 a 31/05/2008
06/04/2008 a 12/04/2008
30/03/2008 a 05/04/2008
10/02/2008 a 16/02/2008
03/02/2008 a 09/02/2008
06/01/2008 a 12/01/2008
30/12/2007 a 05/01/2008
23/12/2007 a 29/12/2007
16/12/2007 a 22/12/2007
25/11/2007 a 01/12/2007
04/11/2007 a 10/11/2007
28/10/2007 a 03/11/2007
14/10/2007 a 20/10/2007
07/10/2007 a 13/10/2007
13/05/2007 a 19/05/2007
06/05/2007 a 12/05/2007
29/04/2007 a 05/05/2007
22/04/2007 a 28/04/2007
08/04/2007 a 14/04/2007
18/03/2007 a 24/03/2007
11/03/2007 a 17/03/2007
25/02/2007 a 03/03/2007
11/02/2007 a 17/02/2007
28/01/2007 a 03/02/2007
14/01/2007 a 20/01/2007
07/01/2007 a 13/01/2007
05/11/2006 a 11/11/2006
15/10/2006 a 21/10/2006
08/10/2006 a 14/10/2006
01/10/2006 a 07/10/2006
24/09/2006 a 30/09/2006
10/09/2006 a 16/09/2006
06/08/2006 a 12/08/2006
02/07/2006 a 08/07/2006
25/06/2006 a 01/07/2006
18/06/2006 a 24/06/2006
11/06/2006 a 17/06/2006
21/05/2006 a 27/05/2006
07/05/2006 a 13/05/2006
30/04/2006 a 06/05/2006
23/04/2006 a 29/04/2006
02/04/2006 a 08/04/2006
26/03/2006 a 01/04/2006
19/03/2006 a 25/03/2006
12/03/2006 a 18/03/2006
05/03/2006 a 11/03/2006
05/02/2006 a 11/02/2006
22/01/2006 a 28/01/2006
15/01/2006 a 21/01/2006
08/01/2006 a 14/01/2006
01/01/2006 a 07/01/2006
04/12/2005 a 10/12/2005
27/11/2005 a 03/12/2005
13/11/2005 a 19/11/2005
06/11/2005 a 12/11/2005
30/10/2005 a 05/11/2005
23/10/2005 a 29/10/2005
16/10/2005 a 22/10/2005
09/10/2005 a 15/10/2005
02/10/2005 a 08/10/2005
18/09/2005 a 24/09/2005
12/06/2005 a 18/06/2005
05/06/2005 a 11/06/2005
29/05/2005 a 04/06/2005
15/05/2005 a 21/05/2005
08/05/2005 a 14/05/2005
24/04/2005 a 30/04/2005
17/04/2005 a 23/04/2005
10/04/2005 a 16/04/2005
03/04/2005 a 09/04/2005
27/03/2005 a 02/04/2005
20/03/2005 a 26/03/2005
13/03/2005 a 19/03/2005
06/03/2005 a 12/03/2005
27/02/2005 a 05/03/2005
20/02/2005 a 26/02/2005
13/02/2005 a 19/02/2005
06/02/2005 a 12/02/2005
30/01/2005 a 05/02/2005
23/01/2005 a 29/01/2005
16/01/2005 a 22/01/2005
26/12/2004 a 01/01/2005
12/12/2004 a 18/12/2004
05/12/2004 a 11/12/2004
21/11/2004 a 27/11/2004
14/11/2004 a 20/11/2004
07/11/2004 a 13/11/2004
31/10/2004 a 06/11/2004
24/10/2004 a 30/10/2004
17/10/2004 a 23/10/2004
10/10/2004 a 16/10/2004
03/10/2004 a 09/10/2004
26/09/2004 a 02/10/2004
19/09/2004 a 25/09/2004
12/09/2004 a 18/09/2004
05/09/2004 a 11/09/2004
29/08/2004 a 04/09/2004
22/08/2004 a 28/08/2004
15/08/2004 a 21/08/2004
08/08/2004 a 14/08/2004
01/08/2004 a 07/08/2004
25/07/2004 a 31/07/2004
18/07/2004 a 24/07/2004
11/07/2004 a 17/07/2004
04/07/2004 a 10/07/2004
27/06/2004 a 03/07/2004


Outros sites
Eu, vc e todo mundo II
Um tiro no escuro
Aleatório
Sweet Kisses
Mídia sem máscara
Cartazes de cinema
Pequi Photo
Estação Pequi abandonada
Xplastic
BR-153
Flanar Falares
Lidos e vividos
Certezas da dúvida
Creolina